BAHIA: Governo presente cuida da gente

Lula confirma ida à Bolívia: “Vou lá fortalecer Luis Arce e a democracia”

Lula confirma ida à Bolívia: “Vou lá fortalecer Luis Arce e a democracia”


POR TATIANA CARLOTTI

Destacando a amizade de longa data com o atual presidente da Bolívia Luis Arce e com o ex-presidente Evo Morales, “sou amigo dos dois”. Lula anunciou, em entrevista à rádio Itatiaia nesta quinta-feira, que estará na Bolívia no próximo dia 9 de julho para apoiar Arce e fortalecer a democracia naquele país, após a tentativa de golpe de Estado ocorrida na última quarta-feira (26). Durante a viagem, o presidente também vai se encontrar com empresários bolivianos para demonstrar que “apenas a democracia é capaz de permitir que a Bolívia cresça”.

“Sou contra o golpe, sou a favor da democracia, por isso vou lá fortalecer Luis Arce, fortalecer a democracia e mostrar aos empresários que é muito importante que a Bolívia continue a ser governada democraticamente”, afirmou, ao confirmar que a data da viagem: “estarei em Santa Cruz de La Sierra no dia 9”.

Na quarta-feira, tropas do Exército boliviano, cerca de 200 militares, participaram de uma fracassada tentativa de golpe sob o comando do general Juan José Zúñiga. Eles ocuparam a principal praça do país, invadiram ilegalmente a casa de governo e exigiram a constituição de um novo gabinete. O atual presidente denunciou as ações como “irregulares” e pediu respeito à democracia. Dezessete golpistas, entre militares ativos, aposentados e civis, já foram presos. Zúñiga e o ex-comandante da Armada Juan Arnez Salvador podem enfrentar penas de prisão de 15 a 30 anos, informa o uruguaio Ámbito.

Durante a tentativa golpista, Arce ligou para o ex-presidente Morales.”Eu o avisei que o golpe de estado estava acontecendo, porque estava claro que eles vinham atrás de mim e também ficou claro para mim que depois eles iriam atrás dele. Liguei para ele para evitar que tomasse seus cuidados”, explicou. Foi uma conversa de segundos, informou a agência Nodal.

E por falar em golpe…

A Polícia Federal (PF) está encerrando os relatórios finais de duas investigações contra Jair Bolsonaro, e nos próximos dias poderá entregá-los ao Supremo Tribunal Federal (STF), informa a cubana Prensa Latina. Os casos de corrupção investigados incluem a falsificação de certificados de vacinação e a venda ilegal de joias pertencentes ao Estado. Bolsonaro também enfrenta outros inquéritos, incluindo o das milícias digitais, que investiga a tentativa de golpe de 8 de janeiro de 2023.

Milei polemiza

Em entrevista ao argentino La Nación, o presidente argentino Javier Milei voltou a polemizar com o presidente Lula, dizendo que não pretende se retratar das ofensas ditas sobre ele. Ao UOL, na quarta-feira (26), Lula contou não ter ainda conversado com o argentino por considerar que ele deve desculpas a ele e ao Brasil: “Eu só quero que ele peça desculpas. A Argentina é um país que eu gosto muito, é um país muito importante para o Brasil, o Brasil é muito importante para a Argentina; e não é um presidente que vai criar um racha entre o Brasil e a Argentina. Os povos argentino e brasileiro são maiores que os presidentes. Se o presidente da Argentina governa a Argentina, tudo bem, que ele não tente governar o mundo”.

Veja Também:  Lula sobre eleição nos EUA: ‘A relação do Brasil será com quem for eleito’

Em sua resposta, nesta sexta-feira, Milei manteve a agressividade habitual, afirmando que não pretende se desculpar porque o que disse sobre seu colega – que era “comunista e corrupto” –  são duas verdades. Condenando Lula pelo apoio dado ao candidato peronista Sérgio Massa durante as eleições, o argentino afirmou: “devemos nos colocar acima dessas ninharias porque os interesses dos argentinos e dos brasileiros são mais importantes do que o ego inflamado de algum esquerdista”.

Segundo o veículo argentino La Politica, Milei havia enviado à chanceler argentina Diana Mondino uma carta que Lula afirmou não ter lido. “Pelo meio, o brasileiro salvou a Argentina de uma crise do gás graças à intervenção da Petrobras e evitou se reunir na cúpula do G7”, diz o texto. La Politica também destaca o peso, na tensão entre os dois países, do pedido de asilo à Argentina, por parte de 100 bolsonaristas que fugiram da Justiça no Brasil, após participarem da intentona golpista de 8 de Janeiro.

Conexão Brasil-Colômbia

Boa notícia. No próximo dia 1 de julho, chegará o cabo submarino de fibra óptica que conectará Tabatinga, no Brasil, a Letícia, na Colômbia. Segundo o Ministério de Tecnologias de Informação e Comunicação da Colômbia, ele permitirá a conexão inicial de 9.705 residências de baixa renda no departamento do Amazonas, beneficiando principalmente as áreas de Letícia e Puerto Nariño. A parceria com a empresa Internexa garantirá que as pessoas mais vulneráveis sejam as primeiras a ter acesso à internet de alta velocidade. Para a implementação do projeto, o será criado um Grupo de Trabalho Técnico coordenado pelo Ministério das Comunicações do Brasil e pelo Vice-Ministério de Conectividade da Colômbia. O projeto é fruto de um Memorando de Entendimento assinado em abril durante a visita do presidente Lula à Colômbia, informa a cubana Prensa Latina.

Anielle Franco em Lisboa

“Qualquer ação para a melhoria da vida digna da população negra, aqui e no Brasil, é reparação”, afirmou a ministra Anielle Franco (Igualdade Racial) em entrevista ao português Público. A ministra se encontra em Lisboa para assinar um protocolo com o Observatório de Racismo e Xenofobia. A ideia é promover a cooperação entre os dois países em temas como promoção da igualdade racial, combate ao racismo e outras formas de intolerância.

(Foto de capa: Ricardo Stuckert/PR)

Tagged: , , , , ,