Avião presidencial aguarda autorização para resgatar brasileiros na Faixa de Gaza

Avião presidencial aguarda autorização para resgatar brasileiros na Faixa de Gaza

Estacionada em Roma, a aeronave aguarda a travessia, de Gaza para o Egito, de cerca de 30 brasileiros, a maioria mulheres e crianças. Na atual circunstância, o português Correio da Manhã avalia que atravessar a fronteira tenha se transformado numa missão praticamente impossível

O governo brasileiro confirmou nesta sexta-feira (13) a morte da brasileira que estava desaparecida desde o último dia 7, quando teve início a ofensiva do Hamas contra Israel. “O governo brasileiro lamenta e manifesta seu profundo pesar com a morte da cidadã brasileira Karla Stelzer Mendes, de 42 anos, terceira vítima fatal brasileira dos atentados ocorridos no último dia 7 de outubro em Israel”, afirmou o Ministério das Relações Exteriores, em nota.

A publicação russa RT News destacou o apelo feito pelo presidente Lula nesta quarta-feira (11), pedindo um cessar-fogo urgente no conflito para proteger as crianças envolvidas na violência, ao mesmo tempo em que instou ação imediata da ONU e da comunidade internacional para evitar abusos aos direitos humanos.

A agência cubana Prensa Latina informa que mais três aeronaves se preparam para trazer brasileiros em solo israelense de volta ao Brasil. No entanto, “o governo ainda está buscando maneiras de retirar cidadãos da Faixa de Gaza, com negociações para estabelecer um corredor humanitário seguro através da fronteira com o Egito”, escreve o Brazilian Report, relatando que, de acordo com o Ministro das Relações Exteriores Mauro Vieira, um pedido de colaboração por parte do governo egípcio foi bem recebido pelo Secretário-Geral da ONU, António Guterres. Vieira se encontrou com seu homólogo egípcio para pedir que o país receba um ônibus de refugiados brasileiros que atualmente se encontram na Faixa de Gaza.

Um avião presidencial com capacidade para 40 passageiros foi enviado nesta quinta-feira (12) para resgatar os cerca de 30 brasileiros em Gaza e, nesta sexta-feira (13), encontra-se estacionado em Roma, onde ficará em alerta permanente até ser autorizado a voar para o Cairo. Essa autorização, relata publicação do português Correio da Manhã, “será dada quando esses brasileiros, na sua maioria mulheres e crianças, conseguirem atravessar a destruída fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito, na região de Rafah, mas esse percurso, que desde o início da guerra já parecia extremamente difícil, nas últimas horas transformou-se numa missão quase impossível”.

Veja Também:  Em cerimônia com Lula, comandante do Exército defende a democracia

O governo brasileiro também avalia solicitações de ajuda dos vizinhos Chile e Paraguai para repatriar seus cidadãos, segundo o britânico Pledge Times.

***

No Financial Times, “Escândalo expõe os problemas do mercado de créditos de carbono na Amazônia”. Além da complexidade de se fazer negócios na região amazônica, o texto trata do mercado de créditos de carbono voluntários, área que tem atraído muito interesse, dadas as proporções da floresta e seu potencial de gerar crédito de carbono a partir da preservação e do reflorestamento, aludindo aos desafios e problemas neste mercado, que incluem apropriação ilegal de terras, falta de regulamentação clara e necessidade devida de diligência.

É mencionado um caso específico, ocorrido no Pará, onde projetos de crédito estão sendo questionados devido à alegação de apropriação de terras públicas. Os créditos supostamente oriundos de grilagem foram gerados por empresas desconhecidas, sendo depois certificados pela Verra, o principal órgão de padrões da indústria, e vendidos a uma série de empresas ocidentais de destaque, como Boeing, Air France e Liverpool Football Club.

***

A nova fábrica de veículos elétricos da chinesa BYD no Brasil terá uma unidade para processar fosfato de lítio e ferro para o mercado internacional, além de prover o fornecimento de matérias-primas necessárias para expandir a sua produção de veículos elétricos fora da Ásia. Stella Li, vice-presidente global da empresa, avalia que os trabalhos estejam concluídos em menos de dois anos. “Preferimos comprar qualquer recurso disponível e acessível, mas ele precisa ser competitivo”, disse Li em uma entrevista em São Paulo. “Ao mesmo tempo, a BYD também prefere possuir algumas operações de mineração no Brasil”. Informa o South China Morning Post.

***

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli rejeitou recursos da defesa do ex-presidente inelegível contra multa por propaganda eleitoral irregular em 2022. Conforme a Prensa Latina, a pena é de 20 mil reais, imposta por julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que concluiu que o ex-presidente utilizou indevidamente o cargo para fazer campanha em um encontro com embaixadores estrangeiros no Palácio do Alvorada, ocasião em que repetiu sua tese – nunca comprovada – de que o sistema eleitoral brasileiro é sujeito a fraudes, além de atacar o STF e o TSE.

Tagged: , , , , , , , ,

Leave comment