Imagem 1

Com chuvas desta madrugada, Rio Guaíba volta a subir em Porto Alegre

Com chuvas desta madrugada, Rio Guaíba volta a subir em Porto Alegre

Confira as principais notícias sobre o Brasil na imprensa internacional nesta quinta-feira (23/05).

POR TATIANA CARLOTTI

Desesperadora a situação em Porto Alegre. Com as chuvas que caíram sobre o Rio Guaíba durante a madrugada desta quinta-feira (23), vários bairros da capital gaúcha que vinham se recuperando das cheias voltaram a inundar.  Além das chuvas, houve problemas nas bombas de sucção e escoamento de águas, informa o português Correio da Manhã.

Perto da 1 da madrugada desta quinta, o nível do rio estava no menor patamar desde o início das chuvas no dia 27, com 3,82 metros de altura, mas as 6 horas da manhã de hoje, ele bateu os 3,96 metros, um crescimento de 14 centímetros em poucas horas. Os alagamentos começam quando a cheia ultrapassa 3 metros.

Regiões parcialmente livres da água, como Menino Deus, Praia de Belas e Humaitá, voltaram a encher. Além disso, aumenta a preocupação com doenças respiratórias frente ao frio e com a leptospirose (transmitida por urina de ratos) com pelo menos 26 casos confirmados, informa Prensa Latina.

O inglês Independent traz uma extensa reportagem sobre os problemas econômicos no Rio Grande do Sul, apontando um “um caminho pouco claro” para sua reconstrução. A tragédia também ganha atenção do argentino Clarín que aponta o papel do desmatamento na medida em que a vegetação nativa é crucial para a retenção de água. Entre 1985 e 2022, o estado perdeu 22% de sua vegetação nativa, em particular, para a soja, da qual o Brasil é o maior produtor e exportador mundial.

No mexicano La Jornada, especialistas explicam que o lodo marrom que cobriu 90% dos municípios do estado indica a perda significativa do solo, que agora se acumula nos leitos dos rios. Segundo Instituto Escolhas, será preciso replantar urgentemente 1,16 milhão de hectares de vegetação nativa no Estado, para restaurar as funções ecológicas e reduzir o impacto de futuros desastres climáticos.

Sobre essa questão, o ministro Edson Fachin (STF) deu o prazo de dez dias para o governo gaúcho, comandado pelo tucano Eduardo Leite, e a Assembleia Legislativa do estado, esclarecer as mudanças realizadas no Código Estadual do Meio Ambiente, em abril deste ano, flexibilizando as regras ambientais, informa a Agência Brasil.

Auxílio das Nações Unidas

O Correio da Manhã informa que as primeiras unidades de casas montáveis prometidas pela ONU ao governo do Rio Grande do Sul já foram entregues: serão 200 kits de casas provisórias. Já o La Nacion informa que Brasil, Argentina e Uruguai, em resposta ao apelo feito pela plataforma das Nações Unidas UN-SPIDER, anunciaram a colaboração conjunta para ativação de um conjunto de imagens de satélite para quantificar os danos e orientar as decisões do poder público.

Nesta tarde, durante a coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, com o presidente Patrice Talon do Benim, país africano que sediará no próximo ano o Fórum Social Mundial (FSM), Lula mencionou a tragédia no Sul, destacando que “Brasil e a África estão unidos na dor pelas mortes e destruição causadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul e no Burundi, no Quênia e na Tanzânia”, em seu twitter oficial.

PALESTINA LIVRE!

O presidente Lula também comentou nesta quinta-feira (23) a decisão da Espanha, Noruega e Irlanda de reconhecer a Palestina como um Estado, juntando-se aos demais 143 países que já se manifestaram sobre o tema. A decisão foi destaque em vários veículos internacionais como The Economist e Democracy Now, que traz uma entrevista com Catherine Connolly, membro do parlamento irlandês.

Em seu twitter oficial, Lula postou a seguinte mensagem, destaca a cubana Prensa Latina:

“A decisão conjunta de Espanha, Noruega e Irlanda de reconhecer a Palestina como um Estado é histórica por duas razões. Faz justiça em relação ao pleito de um todo um povo, reconhecido por mais de 140 países, por seu direito à autodeterminação. Além disso, essa decisão terá efeito positivo em apoio aos esforços por uma paz e estabilidade na região. Isso só ocorrerá quando for garantida a existência de um Estado Palestino independente. O Brasil “foi um dos primeiros países na América Latina a assumir essa posição, quando em 2010 de reconhecer o Estado da Palestina nas fronteiras de 1967, o que inclui a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, tendo Jerusalém Oriental como sua capital”.

Veja Também:  No G7, Lula propõe taxação dos super-ricos e governança global para IA

CHINA E BRASIL SOBRE UCRÂNIA

Os veículos chineses CGTN e  Xinhua informam sobre a assinatura de um acordo entre Brasil e China, após a reunião nesta quinta em Pequim entre o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, e o conselheiro chefe de Lula, Celso Amorim, sobre a necessidade de uma solução política para a crise na Ucrânia. O tema também é reportado pelo The Brazilian Report. Confira a íntegra do documento publicado no chinês Xinhua.

GOLPISTAS

A PF completou nesta quinta-feira, a 27ª fase da Operação Lesa Pátria, sobre a intentona golpista de 8 de Janeiro de 2023, que causou danos estimados em R$ 40 milhões. Foram realizados 20 mandados de busca e prisão em cinco estados brasileiros, além da aplicação de tornozeleiras eletrônicas e bloqueio de bens dos investigados. Paulo Gonet, procurador-geral da República, solicitou ao ministro Alexandre de Moraes (STF) que inclua os investigados na lista de procurados pela Interpol frente aos relatos de fuga de nove condenados para a Argentina e o Uruguai. Já foram condenadas 216 pessoas pelos atos golpistas, informa Prensa Latina.

Ainda sobre os golpistas, a argentina La Politica traz uma reportagem sobre as intenções de Bolsonaro de tornar seu sucessor o filho Flávio Bolsonaro, e não sua esposa, Michelle Bolsonaro. “A tese de Flávio como sucessor enfraquece a possibilidade de candidaturas externas à família, como as de Tarcísio Gomes da Freitas ou Romeu Zema. As eleições municipais de outubro serão um teste crucial para Bolsonaro medir sua influência na direita política”, diz o texto.

PÃO BRASILEIRO

Em meio à crise inflacionária dos preços, o governo argentino começou a importar pão de forma do Brasil para reduzir os preços dos produtos de sua cesta básica. O primeiro lote de pão da marca brasileira Bauducco chegou há dez dias no país e espera-se que os supermercados comecem a distribuí-lo. Ele será vendido a um preço 17,7% menor do que seus concorrentes locais, informa La Nacion.

MINERAÇÃO ILEGAL

Operação conjunta entre as forças militares da Colômbia e do Brasil combateram a mineração ilegal no rio Puré, no Amazonas, ao sul da Colômbia, levando à desativação de 16 dragas e cinco retroescavadeiras usadas na exploração ilícita de jazidas minerais na região. As tropas chegaram à área fronteiriça por meios fluviais e aéreos. As autoridades investigam a qual grupo ou gangue transnacional pertencem as máquinas, informa a cubana Prensa Latina.

IMPRENSA

O Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu oficialmente o assédio judicial a jornalistas, prática usada para intimidar ou dificultar a atuação dos profissionais de imprensa. Foram analisadas uma ação da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e outra da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), informa a cubana Prensa Latina e a agência Nodal.

NAS REDES

Viraliza nas redes, com 11 milhões de visualizações, o vídeo de um pai de Presidente Prudente que mandou os filhos abraçarem a mãe na reta final de uma maratona ocorrida na cidade paulista, que vem servindo de reflexão sobre a impossibilidade de descanso das mães em todo mundo, conforme registra o inglês Independent.


Foto de capa: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Tagged: , ,