Imagem 1

“Democracia, soberania e união, alicerces para nossa Independência”, aponta Lula

“Democracia, soberania e união, alicerces para nossa Independência”, aponta Lula

Além do 7 de Setembro e as Forças Armadas no Brasil, também ganharam destaque na imprensa internacional: a tragédia climática no sul do país, as recentes mudanças ministeriais e a anulação ontem (6) no STF das provas ilegais usadas no lawfare contra o presidente Lula.

POR TATIANA CARLOTTI

“A Independência não está terminada no Brasil, ela precisa ser construída a cada dia, por todos nós a partir de três grandes alicerces: a democracia, a soberania e a União” afirmou o presidente Lula, em seu pronunciamento por ocasião do 7 de Setembro. Divulgado na véspera das comemorações do Dia da Independência, nesse pronunciamento, o presidente apresenta os avanços já perceptíveis de seu governo e explica a milhões de brasileiros o que é democracia, o que é soberania e como precisamos da União para que o Brasil termine a sua Independência, apesar de todas as diferenças que temos.

O clima tranquilo das comemorações e a presença de Lula no desfile do 7 de Setembro foi destacado em vários veículos da mídia internacional. The Brazilian Report afirmava, hoje cedo, sobre o desfile militar: trata-se “do primeiro grande evento cívico na capital do Brasil, desde o 8 de Janeiro, quando se tentou um golpe no país, com apoio de parte dos militares”, neste sentido, o governo vinha preparando as festividades para simbolizar “um novo momento de união” no país. A busca pela aproximação com as Forças Armadas também foi destaque no colombiano El Tiempo.

Já os argentinos, diante do avanço da extrema-direita por lá, apostaram na comparação entre Lula e Bolsonaro diante do 7 de Setembro, e a relação entre os poderes no Brasil. A matéria do Clarín com as aspas de Lula trouxe uma declaração do ministro da Secom, Paulo Pimenta, que após o desfile disse que as comemorações do Dia da Independência visaram “restaurar a normalidade democrática” e “devolver o Sete de Setembro ao povo brasileiro”. O El Diário, por sua vez, chamou a atenção para o projeto apresentado pelo Executivo brasileiro no Congresso [em diálogo com as Forças Armadas] visando proibir militares da ativa de serem candidatos ou de ocuparem cargos de primeira linha no Governo. Na Agência France Press, é possível acompanhar as imagens do desfile militar que marcou o 201º aniversário da independência do Brasil.

MONTAGEM DE MENTIRAS

A anulação pelo Supremo Tribunal Federal (STF) das provas ilegais apresentadas pelos promotores da Operação Lava Jato durante o processo de lawfare por eles perpetrado contra o presidente Lula, ocorrida ontem no Supremo Tribunal Federal, continua sendo tema nos veículos internacionais. La Política Online destaca a fala do ministro da Justiça, Flávio Dino que garantiu, após a decisão do Supremo, que ao receber oficialmente a decisão, o Ministério da Justiça enviará à Polícia Federal, “para cumprimento da determinação de responsabilidade criminal de agentes públicos”.

Veja Também:  Aprovação de Lula cresce e rejeição cai em pesquisa Datafolha

A Agencia Uruguaya de Notícias acrescenta que a decisão do ministro Dias Toffoli (STF), que qualificou o processo contra o presidente Lula como “um dos maiores erros judiciais da história”, nesta quarta-feira, é uma extensão de uma determinação proferida em 2021 pelo juiz Ricardo Lewandowski, que já havia declarado nulas as provas relativas aos casos Lula obtidas com o acordo com a Odebrecht.

Na Página 12, o tema ganhou duas longas matérias: a do jornalista Dario Pignotti, em A sentença de Lula foi uma “montagem” de mentiras que detalha o caso de lawfare; e outra, com um levantamento de Emir Sader sobre a decisão desta quarta-feira. O cubano Granma também cobriu a anulação das provas ilegais contra o presidente Lula.

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Já somam 39 mortes provocadas pelo ciclone extratropical que passou pelo estado do Rio Grande do Sul, atingindo dezenas de cidades e deixando mais de 3 mil pessoas desabrigadas. Nove pessoas estão desaparecidas. A tragédia ganhou forte repercussão internacional. No Washington Post nesta quinta-feira, dia 7, há uma reportagem fotográfica sobre o tema. A Reuters destaca a fala do governador Eduardo Leite, que declarou estado de calamidade pública e cancelou os desfiles do dia da Independência em todo o estado. “Nos mobilizamos para resgatar as vítimas e reconstruir tudo o que foi destruído pela tempestade”, escreveu em suas redes sociais. O tema também ganhou cobertura Independent TV, com imagens do resgate de uma criança do telhado de uma casa durante a enchente.
Nove pessoas estão desaparecidas, além do The Daily Star

66% DE QUEDA NO DESMATAMENTO EM AGOSTO

No chinês The Chosunilbo, uma reportagem traz os números do INPE divulgados no começo da semana, que revelam a queda do desmatamento na Amazônia brasileira em 66% no mês de agosto. 563 quilômetros quadrados de floresta tropical foram desmatados neste mês. Nos primeiros oito meses do ano, o desmatamento caiu cumulativamente 48% em relação ao mesmo período de 2022.

Leave comment