Imagem 1

Lula: Economia vai crescer mais do que os pessimistas preveem

Lula: Economia vai crescer mais do que os pessimistas preveem

Discurso do presidente Lula sobre o crescimento da economia brasileira atraiu a mídia estrangeira. Lula comandou nesta segunda-feira (3/4) reunião com ministros da área econômica para tratar da nova regra fiscal

O presidente Lula disse na segunda-feira, segundo publicou a Reuters, que acredita que a economia crescerá “mais do que os pessimistas pensam” à medida que sua administração estabelecer novos programas a serem lançados em sua marca dos 100 dias na próxima semana. Os novos planos de investimento vêm à medida que Lula reforça o crescimento econômico como prioridade máxima, exigindo investimentos tanto do governo quanto do setor privado para impulsionar o produto interno bruto (PIB). Lula disse em uma reunião com ministros que estava particularmente otimista com a proposta de parcerias público-privadas (PPPs), observando que havia muitos investimentos a serem feitos em setores como indústria, agricultura, ciência e tecnologia. “Nossa obsessão deve estar fazendo o Brasil crescer novamente”, disse, observando que ele não concordava com as previsões de crescimento lento do PIB de menos de 1% este ano. “Acho que vamos crescer mais do que os pessimistas preveem”.

“O Brasil está voltando ao bom caminho. A roda (da economia) começou a girar e não vai parar novamente”, disse Lula ao retomar sua agenda oficial na segunda-feira, após ter sido submetido a tratamento médico para broncopneumonia, publicou a agência cubana Prensa Latina. Ele reconheceu que existem dificuldades e “muitas coisas ainda não estão funcionando no governo”, mas medidas para promover o investimento na indústria, agricultura e infraestrutura serão anunciadas em breve. Ele aludiu a uma nova estrutura para atrair investimentos privados.

https://www.prensa-latina.cu/2023/04/03/lula-confia-en-giro-de-gigante-rueda-de-la-economia-brasilena

O Guardião, de Angola, também publicou a previsão do presidente Lula: “Tenho convicção de que o Brasil vai dar um salto de qualidade”. O presidente disse ainda discordar das “avaliações negativas” dos analistas de mercado “que dizem que a economia vai crescer muito pouco este ano”.

O colombiano El Tiempo traz reportagem sobre o retorno ao Brasil de Bolsonaro, que pretende liderar a oposição “mais férrea” ao presidente Lula, o que levará a um novo período de polarização na política brasileira.

O presidente Lula enviou seu principal assessor de política externa para falar com o líder russo Vladimir Putin sobre possíveis conversações de paz para acabar com a guerra na Ucrânia, informou na segunda-feira a CNN Brasil, replicada pela Reuters. “Seria um exagero dizer que as portas estão abertas (para conversações de paz), mas não é verdade dizer que estão totalmente fechadas”, disse o enviado Celso Amorim à CNN Brasil.

Veja Também:  No G7, Lula propõe taxação dos super-ricos e governança global para IA

The Guardian traz extensa reportagem sobre Gerhard Daniel Campos Wittich, espião russo que morava no Brasil. Ele viveu por cinco anos no Rio e teria alugado um imóvel a 50 metros do consulado dos Estados Unidos, antes de abandonar a namorada para fugir de volta ao país de origem. “Ele era supostamente um espião russo ‘ilegal’, um espião de profunda cobertura trabalhando para um programa de inteligência de elite, que havia sido treinado durante anos na Rússia para ser capaz de se fazer passar por um estrangeiro.”

The Guardian traz entrevistas com mulheres que assumem a maior parte das tarefas domésticas e de cuidado das crianças. Seis mulheres falam sobre seus deveres e o desafio de transferir o fardo agora e para a próxima geração. Brasil, Índia, Bangladesh, Vietnã, Colômbia, Uganda.  

O Ámbito noticia que o Brasil lidera o ranking mundial na letalidade dos ataques de tubarões, que são freqüentes especialmente na região nordeste, superando as taxas dos Estados Unidos e Austrália. Um relatório publicado pela ‘Folha de São Paulo’, baseado em um estudo americano, indicou que em 2021, os tubarões mataram três banhistas brasileiros de um total de 10 pessoas feridas, uma taxa de letalidade de 30%. No mesmo ano, a letalidade foi de 1% nos Estados Unidos e 14% na Austrália, os países com o maior número de pessoas atacadas.

Tagged: , ,

Leave comment