Lula: Terminamos um ano excepcional

Lula: Terminamos um ano excepcional

O argentino Página 12 traz reportagem sobre o balanço realizado por Lula de 2023 com o título “Lula: Terminamos um ano excepcional”. O líder progressista Lula disse que o primeiro ano de seu terceiro mandato como presidente do Brasil não poderia ter sido melhor, pois alcançou tudo o que havia planejado, e afirmou estar ainda mais otimista para 2024. “Estamos terminando o ano de uma forma excepcional. Nenhum analista político poderia imaginar, há um ano, que terminaríamos 2023 com uma situação tão promissora como a que estamos vivendo”, disse ele em sua transmissão semanal nas redes sociais. Lula citou desemprego em queda. Os salários estão subindo, os preços dos alimentos estão caindo. O país voltou a ser respeitado no mundo e a população está mais feliz e mais esperançosa. (leia aqui)

O Congresso promulgou nesta quarta-feira, na presença do presidente Lula, a reforma tributária aprovada na semana passada após mais de três décadas de debate legislativo. “Independentemente da posição política de cada um, independentemente do partido, este Congresso Nacional, toda vez que teve que mostrar compromisso com o povo brasileiro, ele mostrou. Quando ele foi desafiado, ele mostrou”, disse Lula, dirigindo-se à sessão. Ele considerou que “com direita, esquerda, centro ou qualquer outra coisa, mulheres e homens, negros e brancos, este Congresso, quer o presidente goste ou não, é a cara da sociedade brasileira que votou nas eleições de 2022”, informou a agência cubana Prensa Latina. (leia aqui)

JANJA x MUSK

Elon Musk, proprietário da X, negou nesta quarta-feira que sua empresa tenha qualquer responsabilidade pelo sequestro da conta da primeira-dama Rosângela da Silva na plataforma de mídia social. “Não está claro como alguém que adivinhou a senha do e-mail dela é nossa responsabilidade”, disse ele, reagindo à recente promessa de Janja de processar a plataforma. Em 11 de dezembro, a assessoria de imprensa da Presidência disse que sua conta no X havia sido sequestrada e que havia informado tanto a empresa quanto a Polícia Federal, que está investigando o caso. Depois de ser sequestrada, a conta foi usada para publicar mensagens ofensivas contra ela, o presidente Lula e o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes. A conta também recomendava que os usuários seguissem um perfil neofascista, que já foi excluído. A PF está investigando. A notícia foi publicada pelo site Brazilian Report. (leia aqui)

O site latino-americano Nodal reproduz textos sobre o caso de Janja publicados pelo Terra e Télam. “Fico imaginando que hoje, por estar onde estou, por ser uma pessoa pública, foi tão difícil para o Twitter derrubar, congelar minha conta. Demorou uma hora e meia. E, por uma hora e meia, Elon Musk ficou ainda mais milionário com esse ataque. Essa é a questão. Não só precisamos regulamentar as redes, mas também precisamos discutir a monetização dessas redes sociais”, disse Janja no programa Conversa com o Presidente, ao lado de Lula. (leia aqui)

SERGIO MORO CASSADO

O site argentino La Política Online dedica reportagem à possível cassação do mandato de senador Sergio Moro. Ele é acusado de abuso econômico e está sendo investigado por irregularidades no processo judicial que levou à prisão de Lula e de outros líderes do Partido dos Trabalhadores. A denúncia indica manobras de membros da Lava Jato para se apropriar, por meio de um pacto ilegal com os Estados Unidos, de milhões de dólares pagos como multa pela Petrobras a Washington. Ao mesmo tempo, Moro supostamente recebeu milhões de dólares para assessorar os advogados dos acusados na Lava Jato e para elaborar acordos de delação. Um dos principais testemunhos é o do ex-congressista Tony García, que alega ter sido recrutado e intimidado por Moro para realizar operações ilegais. O curioso do caso de Moro é que sua saída tem consenso absoluto entre o PT e o bolsonarismo, a ponto de um dos reclamantes ser o Partido Liberal de Bolsonaro e a Federação Brasileira da Esperança (PT, PCdoB e PV). (leia aqui)

CRIANÇAS

Na agência cubana Prensa Latina: O Brasil tem 1,9 milhão de crianças e adolescentes, de cinco a 17 anos, em situação de trabalho infantil, divulgou nesta quarta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com dados referentes ao período até 2022. Esse número representa 4,9% dessa faixa etária (38,3 milhões). De 2016 a 2019, o número de crianças e adolescentes trabalhando ilegalmente no Brasil caiu de 2,1 milhões para 1,8 milhão, de 5,2 para 4,5 por cento, mas apresentou uma curva ascendente no ano passado. As estatísticas também indicam que, entre 2019 e 2022, a população de cinco a 17 anos diminuiu 1,4%, em contraste com a estimativa de trabalho infantil, que aumentou 7% no mesmo período. Por outro lado, de janeiro a abril, o Brasil resgatou 702 crianças do flagelo e os casos cresceram 16% em 2022. (leia aqui)

VISTO PARA AMERICANOS

A partir de 10 de janeiro de 2024, as pessoas com passaportes dos Estados Unidos, Canadá e Austrália precisarão apresentar um visto para entrar no Brasil, informa o argentino La Nación. Custa US$ 89,90. Os americanos tinham permissão para entrar no Brasil sem visto desde 2019, após uma decisão do ex-presidente Jair Bolsonaro. No entanto, essa medida foi revogada devido a uma “ruptura com o padrão da política de imigração brasileira, que historicamente tem se baseado nos princípios de reciprocidade e igualdade de tratamento”. (leia aqui)

PAPAI NOEL NEGRO

A agência Associated Press noticia em vídeo que um Papai Noel negro visitou crianças na favela Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, na segunda-feira. A ONG Favela Mundo, anfitriã do evento, convida artistas negros a retratarem o Papai Noel para reforçar a importância da representatividade das crianças em suas comunidades. “Ouvi que o Papai Noel parece com meu pai”, disse ele. (veja aqui)

Na foto, Lula em reunião ministerial / Ricardo Stuckert

Tagged: , ,

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.