Imagem 1

“O Mercosul está em risco”, diz Haddad sobre possível vitória de Milei na Argentina

“O Mercosul está em risco”, diz Haddad sobre possível vitória de Milei na Argentina

Candidato argentino de extrema direita já adiantou não ter interesse em se alinhar ao Brasil e nem ao Brics; e mais: Lula vai passará por cirurgia; Santiago Peña dá ultimato para acordo Mercosul-UE

DESPACHANDO DE CASA

O presidente Lula passará por um procedimento no quadril, na próxima sexta-feira (29). Adiada desde antes das eleições do ano passado, a cirurgia substituirá a parte superior do fêmur direito por uma prótese, e está marcada para ter início entre as 10 e 11 horas, com duração entre duas horas e meia e três horas.

Lula sofre de dores no quadril desde agosto de 2022. Durante o período de recuperação – de três semanas, ele trabalhará na residência presidencial. “Vou me cuidar muito bem, estou muito otimista […] tenho certeza que vou sair bem”, disse o presidente, nesta terça-feira (26). As informações são do argentino La Nación. Outros veículos, como o português Correio da Manhã, o britânico Independent e o colombiano El Tiempo também noticiaram a cirurgia de Lula.

HADDAD: “MERCOSUL EM RISCO”

“O Mercosul está em risco especialmente devido aos próximos acontecimentos que poderão ocorrer no nosso principal parceiro comercial”, afirmou Fernando Haddad durante um seminário na cidade de São Paulo, ao ser questionado sobre a possibilidade de Javier Milei chegar à presidência argentina e sobre os efeitos da sua vitória na relação com a região. De acordo com o uruguaio Ámbito, os comentários do ministro da Economia surgiram após as declarações do próprio candidato do partido La Libertad Avanza (LLA), que havia adiantado que não tem interesse em alinhar-se com o Brasil e nem com o BRICS, devido à sua posição ideológica.

Haddad destacou a importância de uma maior integração para frear os movimentos contra o Mercosul, defendendo a proposta de celebração do acordo comercial com a União Europeia. “Este acordo que está sendo negociado com a EU seria um antídoto para medidas que poderiam desorganizar a região”.

Veja Também:  No G7, Lula propõe taxação dos super-ricos e governança global para IA

PEÑA: ULTIMATO

Entretanto – escreve a agência Sputnik News –, Santiago Peña, presidente do Paraguai, que assumirá a administração do Mercosul após o Brasil, disse em entrevista ao Financial Times que, se o acordo com a União Europeia não for fechado este ano, o Mercosul se retirará das negociações.

Peña ainda afirmou que se o acordo não for finalizado até 6 de dezembro, os países-membros do Mercosul “vão embora  e negociarão com os países asiáticos” – um cenário não confirmado pela assessoria de imprensa da presidência do Brasil, que apenas observou que Lula tem dito publicamente que gostaria de fechar o tratado com a UE durante a presidência do Brasil no Mercosul, que terminará no próximo mês de dezembro.

MAS…

O também uruguaio El Observador destaca que, durante uma reunião entre Lula e o primeiro-ministro vietnamita, Pham Minh Chinh, no Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, Brasil e Vietnã firmaram quatro acordos bilaterais e concordaram em promover negociações para a assinatura de um acordo comercial entre o Mercosul e a Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

“Temos interesse em aproximar o Mercosul da ASEAN. Os países do Sudeste Asiático representam quase 6,5% do PIB mundial em paridade de poder de compra. As exportações brasileiras para os países do Sudeste Asiático equivalem hoje à metade do que exportamos para a União Europeia”, afirmou o presidente brasileiro.

RÉU

Um tribunal indiciou o ex-presidente brasileiro por incitação à prática de estupro em um caso que se arrasta há vários anos, informa o Brazilian Report. Em 2003, durante uma entrevista de TV sobre um caso de estupro de destaque, a deputada Maria do Rosário acusou o então deputado de incentivar a violência. Ele então respondeu provocativamente, perguntando se ele era o estuprador, ao que ela concordou, e ele disse que nunca a estupraria porque ela não merecia.

*Imagem em destaque: O ministro da Economia, Fernando Haddad (Wilson Dias/Agência Brasil)

Tagged: , , , , , , ,

Leave comment