BAHIA: Governo presente cuida da gente

Queda de 50% do desmatamento na Amazônia e posse de Javier Milei são destaques da mídia internacional

Queda de 50% do desmatamento na Amazônia e posse de Javier Milei são destaques da mídia internacional

DESMATAMENTO EM QUEDA

Dados preliminares do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) indicam que o desmatamento na Amazônia caiu mais da metade em novembro, com uma redução de 63,7% em comparação com o mesmo mês de 2022.

Os números revelam o menor índice para o mês em pelo menos oito anos, e surgem poucos dias após o discurso de Lula na COP28, no qual o presidente reiterou o compromisso do Brasil em zerar o desmatamento ilegal até 2030, ao mesmo tempo em que destaca o progresso nos dados de seu primeiro ano como presidente: segundo o INPE, o desmatamento na floresta amazônica caiu 50,5% nos 11 primeiros meses de 2023, totalizando 4.977 quilômetros quadrados, o menor índice desde 2018.

“O Brasil está disposto a liderar pelo exemplo. Ajustamos nossas metas climáticas, que são hoje mais ambiciosas do que as de muitos países desenvolvidos. Reduzimos drasticamente o desmatamento na Amazônia e vamos zerá-lo até 2030”, disse Lula à COP28. Via Reuters.

LULA LÁ

O presidente Lula mantém uma avaliação positiva estável, com 38% de classificação de seu governo como bom ou ótimo. De acordo com dados do Datafolha desta quinta-feira (7), 30% dos entrevistados consideram sua administração como regular, enquanto o mesmo número se aplica a ruim ou péssimo. A quarta rodada de pesquisa sobre a popularidade do presidente ouviu 2.004 pessoas em 135 cidades. Na Prensa Latina.

AUMENTAM OS CASOS DE DENGUE

O número de casos de dengue no país atingiu 1,6 milhão em 2023, representando um aumento de 17,5% em comparação com o mesmo período do ano passado, anunciou o Ministério da Saúde (MS) nesta sexta-feira (8). O número de óbitos também aumentou, passando de 999 para 1.053.

Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná, Goiás e Distrito Federal apresentam maior incidência da doença. A variação climática, o aumento de chuvas, o número de pessoas suscetíveis a doenças e mudança na circulação do serotipo do vírus são os fatores que podem contribuir para esse crescimento, aponta o MS, que também informa que seis novas cidades vão receber mosquitos que não transmitem a doença, numa tentativa de conter a sua propagação. Via Prensa Latina.

POSSE DE MILEI

“Viemos apoiá-lo”, disse Jair Bolsonaro na noite desta quinta-feira (7) ao desembarcar em Buenos Aires para assistir à posse de Javier Milei, eleito presidente argentino no último dia 19 de novembro.

Acompanhado de “uma grande delegação” e de seu filho Eduardo, o ex-presidente brasileiro evitou falar com a imprensa. Já Eduardo “aproveitou para criticar Lula” – que não comparecerá à cerimônia – e afirmou que um dos objetivos da viagem é estreitar laços com representantes do partido do novo presidente, La Liberdad Avanza (La Nación).

Na manhã desta sexta-feira (8), após um encontro com o futuro presidente, Bolsonaro declarou que “a situação da Argentina é mais crítica que a do Brasil”, que Milei está ciente “da tremenda responsabilidade que tem”, e ainda manifestação sua intenção de concorrer novamente à presidência, “algo que só poderá fazer em 2030” (La Nación).

Veja Também:  Lula recebe presidente da Itália e vai a convenção Boulos-Marta; MST debate eleição na Venezuela; e investigação sobre Abin ouve Ramagem

Mais cedo, em entrevista a uma rádio local, disse que a vitória do amigo argentino tem grande significado para o mundo, especialmente no atual contexto de embate entre a esquerda e a direita. “Não somos opositores [da esquerda], somos inimigos”, proferiu, pouco depois de afirmar que “nós e Javier Milei defendemos a democracia” (ElDiarioAR).

Outro nome confirmado na posse do ‘anarcocapitalista’ é Volodímir Zelenski. O presidente ucraniano foi convidado durante uma conversa, após a vitória do candidato de extrema-direita no segundo turno das eleições, na qual ambos concordaram em organizar uma “cúpula da paz” entre a Ucrânia e países da América Latina (El País).

Ainda integram a lista de convidados com presença confirmada o primeiro-ministro da Hungria Viktor Orbán, os presidentes Gabriel Boric (Chile), Luis Lacalle Pou (Uruguai), Daniel Noboa (Equador) e Santiago Peña (Paraguai), e o libertário australiano John Ruddick.

8 DE JANEIRO

Na saída de seu encontro com o libertário Milei, Bolsonaro foi questionado sobre as acusações de seu suposto incentivo na invasão dos prédios dos três poderes em Brasília em 8 de janeiro. O seu nome foi incluído no inquérito que investiga a incitação aos atos golpistas depois que ele compartilhou em seu perfil no Facebook um vídeo – apagado horas depois – que questionava o resultado das eleições presidenciais de 2022, dizendo que Lula não havia sido eleito, mas sim “escolhido por ministros” do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Supremo Tribunal Federal (STF). Em depoimento à Polícia Federal em abril, o ex-capitão alegou que estava sob o efeito de medicamentos na ocasião e, como consequência, a postagem foi feita de forma equivocada.

“Saí do Brasil no dia 30 de dezembro e fui para os Estados Unidos. [A invasão] aconteceu em 8 de janeiro. Nas minhas redes sociais não se fala nada disso, não incentivei ninguém a fazer nada”, respondeu o inelegível, nesta manhã, à imprensa argentina (La Nación).

Na última terça-feira (5), o ministro do STF Alexandre de Moraes, relator do inquérito, estabeleceu o prazo de 48 horas para a Meta, proprietária do Facebook, entregar fatídico vídeo, estabelecendo multa de 100 mil reais por dia em caso de descumprimento. Nesta quinta-feira (7), a big tech respondeu ao ministro que não tem mais o vídeo em seu arquivo, e que não tem como recuperá-lo.

URGÊNCIA ANTICAPITALISTA

Em ‘O governo Lula no labirinto neoliberal’, Jefferson Miola explora os desafios enfrentados pela esquerda e pelo progressismo diante da complexa crise do capitalismo na fase de “ultra financeirização”, destacando as ideias de Nancy Fraser presentes em O Velho Está Morrendo e o Novo Não Pode Nascer, de Nancy Fraser – sobre a necessidade de um projeto antineoliberal ou até mesmo anticapitalista – e abordando a importância da construção de um bloco anti-hegemônico que una políticas de distribuição igualitária e de reconhecimento inclusivo. No CLAE.

*Imagem em destaque: Floresta Nacional do Iquiri de nível Federal, localizada em Lábrea (AM) (Erick Caldas Xavier/Wikimedia Commons)

Tagged: , , , , , , , , , ,

Leave comment