BAHIA: Governo presente cuida da gente

The Guardian: “Surto de dengue faz parte de aumento global da doença”, diz diretor da OMS

The Guardian: “Surto de dengue faz parte de aumento global da doença”, diz diretor da OMS

O britânico The Guardian traz reportagem com o título: “Brasil inicia vacinação em massa em meio a surto de dengue. A dengue aumentou na estação chuvosa e quente do Brasil, forçando as autoridades de saúde a tomar medidas de emergência e iniciar a vacinação em massa contra a doença transmitida por mosquito. Nas primeiras cinco semanas deste ano, foram registrados 364.855 casos de infecção, informou o Ministério da Saúde, quatro vezes mais do que os casos de dengue no mesmo período de 2023. A rápida disseminação da dengue causou 40 mortes confirmadas, informou o ministério, e outras 265 estão sendo investigadas. O Brasil comprou 5,2 milhões de doses da vacina contra a dengue Qdenga, desenvolvida pela farmacêutica japonesa Takeda, e outras 1,32 milhão de doses foram fornecidas sem custo para o governo. O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, em visita a Brasília na quarta-feira, disse que o surto de dengue foi alimentado pelo fenômeno El Niño, que trouxe um aumento das chuvas no Brasil. “Esse atual surto de dengue faz parte de um grande aumento global da dengue, com mais de 500 milhões de casos e mais de 5.000 mortes relatadas no ano passado em 80 países de todas as regiões do mundo, exceto na Europa”, disse ele em um evento. O jornal publicou parte do texto da Reuters.

Na Reuters, o aumento da estação chuvosa e quente do Brasil, forçou as autoridades de saúde a tomar medidas de emergência e iniciar a vacinação em massa contra a doença transmitida por mosquitos. Três estados brasileiros declararam emergência, incluindo o segundo estado mais populoso, Minas Gerais, e o Distrito Federal, onde está localizada a capital Brasília, que está enfrentando um aumento sem precedentes de infecções.

A cubana Prensa Latina também dedicou texto à dengue, com base no site R7. Informa que Brasil registrou 10,27 mil mortes e 16 milhões de casos prováveis de dengue entre 2004 e 2023, segundo o Ministério da Saúde. Somente nas primeiras quatro semanas do calendário atual, foram relatados 243.720 casos prováveis, superando o número total de suspeitas registradas em 2017 (239.389).

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, qualificou esta quarta-feira o surto de dengue no Brasil como um “desafio significativo” e relacionou-o com o fenómeno climático El Niño, informa o Correio da Manhã.

LULA EM BH E NA ÁFRICA

O presidente Lula visita Minas Gerais entre esta quarta e quinta-feira. A Prensa Latina reproduziu dados do portal G1, que informa que esta será a primeira visita de Lula à região desde o início de seu mandato, em 1º de janeiro de 2023. Em Belo Horizonte se reunirá com empresários e entidades para relatar o que sua administração fez pelo estado. Lula poderá anunciar a duplicação da BR-381, conhecida como Rodovia da Morte, no trecho de Belo Horizonte até o município mineiro de Caeté.

O jornal angolano O Guardião informa que a participação do presidente Lula da cúpula da União Africana, na capital da Etiópia, e a visita ao Egito, tem a missão de colocar o continente africano como prioridade do Brasil, informou o secretário de África e do Médio Oriente, Carlos Duarte, nesta quarta-feira. Em 15 de fevereiro, Lula será recebido pelo presidente egípcio, Abdelfatah al-Sisi, e visitará ainda a sede da Liga Árabe, no Cairo, num ano em que os dois países celebram aos 100 anos de relações diplomáticas.

MERCOSUL-UNIÃO EUROPEIA

As condições que permitiriam à UE concluir um acordo comercial com o Mercosul não foram atendidas, segundo disse o vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Maros Sefcovic, nesta quarta-feira, embora as negociações continuem. O acordo de livre comércio planejado passou por um exame político minucioso nas últimas semanas, em meio a protestos de agricultores que afirmam estar sendo prejudicados por importações baratas de países que não cumprem os rígidos padrões ambientais da UE. No entanto, um porta-voz da Comissão disse à Reuters que as negociações sobre o acordo estavam em andamento.

MIGRANTES

O Le Monde Diplomatique dedica artigo em português de um estudo sobre  como crianças e adolescentes migrantes, incluindo refugiados, vivenciam a educação na região norte do Brasil. O acesso à educação está relacionado ao acesso a outros direitos fundamentais. Portanto, crianças e suas famílias precisam de apoio para acessar seus direitos, o que inclui priorizar o bem-estar das crianças, ouvi-las e colocar suas necessidades no centro das políticas de educação e migração.

Na foto, o diretor da OMS, Tedros Adhanom, em encontro com o presidente Lula na segunda-feira (05/02) em Brasília / Ricardo Stuckert

Tagged: ,

Leave comment