Imagem 1

Lula recebe presidência do G20 na Índia; democracia é tema do 7 de setembro

Lula recebe presidência do G20 na Índia; democracia é tema do 7 de setembro

Agenda política

Carmen Munari

O Brasil ocupará pela primeira vez a presidência do G20 durante a cúpula de Nova Deli (Índia) que terá a participação do presidente Lula. A reunião do G20, que reúne 19 das principais economias do mundo e a União Europeia, acontece no sábado e domingo (9 e 10/09). Lula, que embarca na quinta-feira (07/09) quer discutir na cúpula o combate às desigualdades, não só na área social, mas entre países, de acesso a recursos, e sobretudo em áreas como combate à fome, combate à pobreza. O mandato brasileiro será exercido de 1º de dezembro de 2023 até 30 de novembro de 2024. Como ocupante da presidência, o Brasil será responsável por organizar a próxima cúpula, que deve ocorrer em novembro de 2024, no Rio de Janeiro.

*Lula também viaja para Havana para participar da cúpula do G77 (grupo que congrega países em desenvolvimento) entre 15 e 16 de setembro.

*Participa em seguida da Assembleia-Geral da ONU em Nova York, nos EUA de 18 a 21 de setembro, onde realiza o tradicional discurso de abertura que cabe a presidentes brasileiros.

*Nos EUA, em um evento conjunto, Lula e o presidente americano, Joe Biden, defenderão melhores condições de trabalho nos dois países.

*Lula recebe em Brasília o presidente do Vietnã em 26/09

Cirurgia

*Com artrose no quadril direito e dores constantes, Lula deve realizar uma cirurgia em 29 de setembro para implantar uma prótese na região. Na última sexta-feira, Lula citou em discurso o incômodo com o problema: “A dor dói de manhã, de dia, dói sentado, dói em pé, dói deitado, e não tem remédio”. A artrose atinge a cabeça do fêmur e a cirurgia será feita em hospital de Brasília por equipe do Sírio Libanês de São Paulo. A data é uma previsão e pode ser alterada. Há notícias de que Lula suspenderá viagens ao exterior nos dois meses seguintes.

Câmara

O presidente da Câmara, Arthur Maia, pretende votar nesta semana o projeto de lei sobre o Desenrola Brasil, programa de renegociação de dívidas lançado pelo governo. Antes, convoca reunião do colégio de líderes, que deve ocorrer nesta segunda-feira (04/09) à noite.

O projeto de lei sobre a taxação das apostas esportivas também está na pauta. A medida é uma das propostas do governo para aumentar a arrecadação. O projeto de lei que trata do juro no rotativo do cartão de crédito é outra possibilidade de votação.

No seu estilo sempre autoritário, Arthur Maia editou um ato incomum que obriga os deputados a registrarem presença em Brasília partir desta segunda-feira (04/09) em semana de feriado na quinta-feira. “De modo a otimizar os trabalhos da Casa e permitir a deliberação de pautas de alta relevância para o país, o presente ato da Mesa objetiva exigir registro de presença de forma presencial dos Deputados Federais em plenário nas sessões e reuniões deliberativas convocadas para o dia 4 de setembro de 2023”, diz a nota.

7 de setembro

O desfile de 7 de setembro na quinta-feira terá a presença do presidente Lula. A cerimônia cívico-militar terá início às 9h, com o slogan “Democracia, Soberania e União” e são esperadas 30 mil pessoas, com segurança reforçada. Na noite do dia 6 de setembro, está previsto um pronunciamento de Lula em cadeia nacional de televisão e rádio, quando o presidente deve falar da defesa da democracia e pedir união nacional, segundo a Secom. Um contraponto aos atos autoritários e golpistas protagonizados pelo ex-presidente Bolsonaro na data.

Veja Também:  #8BLOGPROG: Vem aí a oitava edição do Encontro Nacional de Comunicadores e Ativistas Digitais; inscreva-se!

CPIs

*A CPI do 8 de janeiro da, Câmara Legislativa do Distrito Federal, ouve nesta segunda-feira (04/09) o general Carlos José Russo Assumpção Penteado, que era número 2 do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) no 8 de janeiro.

*A CPI do MST convocou audiência nesta segunda-feira (04/09) para discutir a realização de feiras agrárias pelo movimento em Alagoas. Foram convidados o diretor-presidente e o gerente-executivo do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas, respectivamente, Jaime Messias Silva e José Rodrigo Marques Quaresma. O deputado Delegado Fabio Costa (PP-AL), que pediu a realização da audiência, quer que os gestores esclareçam se o instituto presta algum tipo de apoio organizacional para a realização dessas feiras.

A CPI do MST, que deve se encerrar na próxima semana, não tem foco e não conseguiu atingir o movimento. Um dos mais importantes debates ocorreu com a presença de João Pedro Stedile, em 15 de agosto. Ao longo de quase sete horas de sabatina, segundo nota do MST, Stedile destacou as causas que sustentam a criação e as ações da entidade, defendeu a reforma agrária, alfinetou a parte mais conservadora do agronegócio e respondeu de forma altiva a diferentes críticas provenientes da ala bolsonarista, responsável pela sua convocação.

Chile 50 anos

No dia 11 de setembro, cerca de 100 ex-exilados brasileiros – entre os cerca de 4 mil acolhidos pelo governo Allende – estarão em Santiago para cumprir uma agenda política de resgate dessa memória histórica. A data marca os 50 anos do golpe militar contra o presidente Salvador Allende que levou ao poder o general Augusto Pinochet (1915-2006) por 17 anos.

Livro

A Fundação Perseu Abramo e a Editora Hucitec realizam na terça-feira (05/09), às 18h30, debate sobre o livro Brasil 200 Anos de Resistências e Lutas do Povo Trabalhador. Participam do evento, que será transmitido ao vivo no canal do Youtube da FPA, a doutora em polícias públicas pela Universidade federal do Maranhão Berenice Gomes da Silva; a professora de História da América Latina na Universidade Federal do Amazonas Kátia Cilene do Couto; e o professor do Departamento de História da Universidade de São Paulo Everaldo Andrade. A publicação está disponível para download no site da Fundação Perseu Abramo.

Ilustração: Lula em evento público / Marcelo Camargo/Agência Brasil

Tagged: , , , , , , ,

Leave comment