Mídia externa destaca julgamento de réus do 8 de janeiro pelo STF

Mídia externa destaca julgamento de réus do 8 de janeiro pelo STF

Financial Times, britânico: Brasil inicia julgamentos de manifestantes “golpistas” que invadiram centros de poder. A Suprema Corte sinaliza que adotará uma linha dura contra os acusados pela tentativa de insurreição de 8 de janeiro.

Juiz condena ‘ataque golpista covarde’ à maior democracia da América Latina enquanto os primeiros quatro apoiadores de Bolsonaro vão a julgamento, diz o Guardian.

Ao noticiar o julgamento pelo STF dos golpistas brasileiros, o argentino Clarín informa que são quatro homens, com idades entre 24 e 52 anos, os primeiros a se apresentarem no tribunal em Brasília. O Ministério Público apresentou “232 denúncias pelos crimes mais graves, quatro das quais começaremos a julgar hoje”, disse o juiz relator do caso, Alexandre de Moraes, no início da sessão.

A Prensa Latina dá os nomes aos réus do 8 de janeiro no julgamento do STF: Aécio Lúcio Costa Pereira, Thiago de Assis Mathar, Moacir José dos Santos e Matheus Lima de Carvalho Lázaro. Descritos pelo ministro Alexandre de Moraes, os processos serão julgados pelos demais magistrados no plenário físico do tribunal. Os quatro responderão por crimes como associação criminosa armada, abolição violenta do estado democrático de direito e golpe de estado. Em outro texto, a agência informa que o ministro Alexandre de Moraes, relator no STF dos atos golpistas de 8 de janeiro, pediu 17 anos de prisão para o primeiro acusado das ações antidemocráticas. Com base em evidências audiovisuais, Moraes votou pela condenação de Aécio Lúcio Costa Pereira diante das invasões e depredações na sede dos Três Poderes nesta capital.

O britânico Independent traz o título “Manifestantes pró-Bolsonaro são julgados por invadirem as principais sedes do governo brasileiro”, com texto que detalha histórico e contexto do dia da tentativa de golpe e os crimes.

Os réus que podem levar até 30 anos de prisão se forem considerados culpados. O juiz Alexandre de Moraes iniciou seu discurso destacando que os danos causados às sedes dos Três Poderes durante os ataques daquele dia, “sem contar os incalculáveis prejuízos ao patrimônio da União”, estão avaliados em pouco mais de 15 milhões de reais, cerca de três milhões de euros.  Moraes disse que, em 8 de janeiro de 2023, milhares de pessoas, “guiadas por um ódio irracional, quase patológico” e “imbuídas de ousadia e ignorância”, atacaram o patrimônio histórico. “Mas não destruíram o espírito da democracia, não conseguiram, nem jamais conseguirão subvertê-la”, ressaltou. A reportagem é da UY.press, agência de notícias do Uruguai

Bolsonaro

No argentino Página 12, entre os investigados sobre o 8 de janeiro figura o próprio ex-presidente Bolsonaro, de quem se suspeitava que tinha planos para impedir a investidura de Lula no primeiro de janeiro.

O Brasil solicitou formalmente a assistência da polícia dos EUA em investigações que envolvem o ex-presidente Jair Bolsonaro depois que seu ex-assessor concordou em cooperar com os investigadores brasileiros, disseram duas fontes da Polícia Federal brasileira à Reuters. A ajuda dos EUA será para corroborar as declarações do ex-assessor de Bolsonaro Mauro Cid sobre seu papel em várias investigações criminais envolvendo Bolsonaro, incluindo registros falsificados de vacinação e a venda de joias caras presenteadas por governos estrangeiros. Muitos no Brasil acreditam que ele pode acabar na prisão em breve. O TSE praticamente encerrou sua carreira política ao considerá-lo inelegível para concorrer até 2030.

A Polícia Federal está investigando o ex-chefe da Casa Civil de Jair Bolsonaro, o general reformado Walter Braga Netto, por sua atuação como interventor do Rio de Janeiro em 2018, pela compra superfaturada de coletes à prova de balas sem licitação a uma empresa de segurança norte-americana, que está ligada à organização do atentado em que assassinos mataram o presidente haitiano Jovenel Moïse em 2021. O caso faz parte das investigações contra militares que faziam parte do círculo de poder do governo Bolsonaro, cuja situação judicial pode estar comprometida porque seu ex-comandante, o tenente-coronel Mauro Cid, assinou um acordo de delação premiada com a polícia para confessar crimes cometidos durante a presidência de Bolsonaro e obter sua libertação, informa o site argentino eldiarioar.

Veja Também:  Tudo se encaixa: Os movimentos recentes da extrema-direita brasileira com os EUA

Novos ministros

O presidente Lula empossou dois novos ministros de partidos de oposição de centro-direita nesta quarta-feira, em uma tentativa de aumentar o apoio do Congresso ao seu governo minoritário de esquerda. A medida deve ajudar Lula a aprovar sua agenda econômica, incluindo aumentos de impostos, segundo analistas políticos, mas ele ainda enfrenta uma batalha difícil para fazer com que o Legislativo brasileiro, liderado pelos conservadores, aprove emendas constitucionais ou medidas sociais de esquerda. “Para os investidores, é o melhor dos dois mundos – um governo forte o suficiente para evitar armadilhas no Congresso, mas não forte o suficiente para aprovar uma legislação vista como prejudicial ou antiempresarial”, disse Mario Sergio Lima, analista sênior da Medley Global Advisors, informa a Reuters.

G77

O Clarín noticia que Cuba acolhe nesta sexta-feira uma cúpula extraordinária do G77+China, integrada por mais de uma centena de países da Ásia, África e América Latina, que visa promover uma nova ordem internacional, menos “injusta”. Mais de trinta chefes de estado e de governo participarão da reunião nos dias 15 e 16 de setembro em Havana, entre eles Luiz Inácio Lula da Silva, do Brasil; Alberto Fernández, da Argentina, e Gustavo Petro, da Colômbia, além do sul-africano Cyril Ramaphosa e do secretário-geral da ONU, Antonio Guterres.

Brasil e Cuba fecharão acordos, principalmente de cooperação na área agrícola e de transição energética, durante a viagem do presidente Lula à ilha caribenha, informa a Prensa Latina.

MST

O Centro Latino-Americano de Análise Estratégico publica extensa entrevista com o líder do MST, João Pedro Stedile, com o título “A esquerda ainda é muito eleitoral, está preocupada em ganhar eleições”. “Espero que as políticas econômicas avancem, que o apoio popular a Lula aumente e que isso gere uma nova correlação de forças na luta de classes”, disse. O site é em espanhol.

Fugitivo

Vários sites, jornais e TVs noticiaram a prisão de um brasileiro que estava foragido na Pensilvânia (EUA) há quase duas semanas, levando as autoridades policiais a uma intensa caçada. Ele foi capturado nesta quarta-feira. Danelo (Danilo) Souza Cavalcante, 34 anos, fugiu da prisão do condado de Chester em 31 de agosto, enquanto aguardava transferência para a prisão estadual para cumprir pena de prisão perpétua por esfaquear fatalmente a ex-namorada em 2021. Foi chamado de Brazilian Killer, por alguns órgãos da mídia externa. Aqui, a nota do The Guardian.

Ilustração: Ministro Alexandre de Moraes / Foto STF

Tagged: , , , , , ,

Leave comment