Próximo presidente argentino precisa gostar da democracia e respeitar as instituições, diz Lula

Próximo presidente argentino precisa gostar da democracia e respeitar as instituições, diz Lula

Lula expressou implicitamente seu apoio a Sergio Massa nessa terça-feira, durante o programa ‘Conversa com o Presidente’, destacando dois pontos que o próximo chefe de Estado argentino precisa ter em mente: “gostar da democracia, do Mercosul e da América do Sul” e “respeitar as instituições”, escreve o La Nación.

O equatoriano El Mercurio relata que o presidente brasileiro pediu aos argentinos que lembrem “que o Brasil precisa da Argentina e que a Argentina precisa do Brasil”, devido aos fortes laços comerciais entre os dois países e ao potencial de crescimento conjunto. “Para isso é preciso ter um presidente que goste de democracia, que respeita as instituições, que goste do Mercosul, que goste da América do Sul e que pensa na criação de um bloco [de países] importante”, completou.

Milei fez duras críticas a Lula, chamando-o de “comunista” e “corrupto” em uma entrevista. Conforme publicação do uruguaio El Observador, ele afirmou que, se eleito, não se reunirá com o presidente brasileiro e retirará a Argentina do Mercosul, referindo-se ao bloco como uma “união aduaneira defeituosa”.

Além de Lula, Massa também recebeu o apoio dos presidentes da Espanha, Pedro Sánchez, e do México, Manuel Andrés López Obrador, além do ex-presidente uruguaio José “Pepe” Mujica, como noticiado pelo El Diario AR. O segundo turno das eleições presidenciais na Argentina ocorrerá no próximo domingo (19).

***

O argentino Clarín destaca a chegada em Brasília dos 32 brasileiros e palestinos resgatados da Faixa de Gaza, na noite desta segunda-feira (13). O grupo – formado por 17 crianças, nove mulheres e seis homens que aguardaram mais de 30 dias a permissão das autoridades de Israel, Gaza e Egito para retornar ao Brasil – foi recebido por autoridades, dentre elas o presidente Lula, que – de acordo com a publicação – subiu o tom contra o governo de Benjamin Netanyahu, acusando Israel de cometer atos de “terrorismo” na Faixa de Gaza: “Se o Hamas cometeu um ato de terrorismo e fez o que fez, o Estado de Israel também está cometendo vários atos de terrorismo ao não levar em conta que as crianças e as mulheres não estão na guerra”, disse.

Segundo o mexicano La Jornada, Lula reiterou que Israel segue “matando inocentes sem nenhum critério”, e que jogar bombas em áreas onde há crianças e em hospitais alegando a presença de um terrorista “não tem explicação. Primeiro vamos salvar as crianças e as mulheres”. A agência AFP destaca a indignação do presidente: “Nunca vi uma violência tão bruta, tão desumana (…)”.

Veja Também:  Em cerimônia com Lula, comandante do Exército defende a democracia

Lula também garantiu que a diplomacia brasileira fará o possível para trazer de volta ao país todos os brasileiros que expressarem o desejo de retornar. Desde o início do conflito no Oriente Médio, o governou resgatou 1.477 pessoas – 1.462 brasileiros, 11 palestinos, três mulheres bolivianas e uma jordaniana – além de 53 animais domésticos.

Na semana passada, o ex-chanceler e assessor de assuntos internacionais do governo brasileiro Celso Amorim destacou, durante uma conferência humanitária sobre Gaza em Paris, que os bombardeios israelenses, resultando na morte de milhares de crianças palestinas, levantavam preocupações de um “genocídio”.

***

No Brazilian Report: Notificações de violência contra mulheres aumentaram no primeiro semestre de 2023 em comparação com o mesmo período do ano passado, apontam dados divulgados na segunda-feira pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Houve um aumento de 2,6% nos homicídios de mulheres, totalizando 1.902 casos, e um crescimento de 14,9% nos relatos de estupro e estupro de vulnerável. Os femicídios relatados também aumentaram em 2,6%, chegando a 722 casos. A região Sudeste destacou-se nesse cenário, indicando disparidades na caracterização da violência como femicídio. Em média, 38% dos assassinatos de mulheres foram classificados dessa forma, com variações significativas pelo país. Apesar de uma queda de 3,4% nos homicídios totais, a persistência da violência contra mulheres é notável. Os pesquisadores enfatizam a lacuna entre a legislação e sua aplicação na prática, indicando a necessidade de ações mais efetivas diante do aumento preocupante da violência contra mulheres no país.

***

Destaque do francês Libération, os incêndios que há várias semanas estão devastando o refúgio de biodiversidade no centro-oeste do Brasil, especialmente no Parque Nacional do Pantanal, colocando em perigo a vasta diversidade de animais da região. De 1 a 12 de novembro, os satélites do Instituto Brasileiro de Pesquisas Espaciais (Inpe) detectaram 2.256 focos de incêndio na região, 11 vezes mais do que no ano anterior.

Os especialistas apontam a ação humana como responsável por esses incêndios, destacando o uso da técnica de queimadas para expansão agrícola. A situação, agravada por uma seca excepcional no final deste ano, impõe desafios logísticos consideráveis, já vez que a maioria dos locais afetados só é acessível por barco.

Imagem em destaque: Brasília, (DF) – 28/08/2023 Entrevista coletiva do ministro da Economia da Argentina, Sergio Massa. Foto Valter Campanato/EBC.

Tagged: , , , , , , ,

Leave comment