Grupo Puebla se une ao apelo do Presidente Lula: parem o genocídio em Gaza

Grupo Puebla se une ao apelo do Presidente Lula: parem o genocídio em Gaza

O Grupo Puebla, ao concordar com sua rejeição aos atos terroristas de 7 de outubro perpetrados pelo Hamas, apoia a posição assumida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que expressou profunda preocupação com a tragédia humanitária que o povo palestino enfrenta na Faixa de Gaza, devido à ocupação militar sangrenta e incendiária por parte de Israel.

Concordamos com a opinião do presidente Lula de que o sacrifício de milhares de inocentes nessas operações, nas condições de indefesa em que se encontram, bombardeando escolas e hospitais, assassinando crianças e colocando em perigo a vida de milhares de refugiados, é, por suas dimensões e crueldade, comparável ao sacrifício nazista de milhões de judeus na Segunda Guerra Mundial. Precisamente, evocando essa terrível lembrança, a América Latina tem o direito de exigir do governo de Israel um comportamento ético, compassivo e humanitário, como o que reivindicado pelo presidente Lula ao expressar sua opinião, que fazemos nossa diante do genocídio em Gaza.

Ernesto Samper, ex-presidente da Colômbia, coordenador do Grupo de Puebla.
Rafael Correa, ex-presidente do Equador.
Marco Enriquez-Ominami, ex-candidato presidencial, coordenador do Grupo de Puebla, Chile.
Carol Proner, jurista, Brasil.
Celso Amorim, ex-ministro das Relações Exteriores e conselheiro especial do presidente da República para a agenda internacional do governo, Brasil.
Irene Montero, ex-ministra da Igualdade, Espanha.
Andres Arauz, ex-ministro e ex-candidato presidencial, Equador.
Mónica Xavier, ex-senadora, ex-presidente da Frente Ampla, Uruguai.
Jorge Taiana, ex-ministro da Defesa da Argentina.
Gabriela Rivadeneira, ex-presidente da Assembleia Nacional do Equador.
Ricardo Patiño, ex-ministro das Relações Exteriores do Equador.
Clara Lopez, senadora da Colômbia.
Carlos Sotelo Garcia, ex-senador, México.
Esperanza Martinez, senadora, Paraguai.
Camilo Lagos, presidente da Fundação Progresa, Chile.
Veronika Mendoza, ex-candidata presidencial, Peru.
Hugo Martinez, ex-ministro das Relações Exteriores, El Salvador.
Guillaume Long, ex-ministro das Relações Exteriores, Equador.
Cecilia Nicolini, parlamentar do Mercosul, Argentina.
Carlos Ominami, ex-ministro da Economia, Chile.
Anaisabel Prera, ex-ministra da Cultura, Guatemala.
David Racero, deputado, Colômbia.
Aida García Naranjo, ex-ministra da Mulher e Desenvolvimento Social, Peru.

Veja Também:  Programas - de 11 a 19 de abril

*Publicado originalmente em espanhol em grupodepuebla.org

Tagged: , , , , , ,

Leave comment