Imagem 1

Morre o ex-presidente do Chile, Sebastián Piñera

Morre o ex-presidente do Chile, Sebastián Piñera

MORRE PIÑERA

Morreu nesta terça-feira (6) aos 74 anos, em um acidente de helicóptero, o ex-presidente chileno Sebastián Piñera.

A aeronave, que estaria sendo pilotada por Piñera, caiu por más condições climáticas em Lago Ranco, cerca de 920 quilômetros ao sul de Santiago. “Um helicóptero capotou [caiu] com seus quatro tripulantes. Três deles conseguiram chegar à margem por seus próprios meios, estão fora de perigo, mas não foi o caso do quarto tripulante, que era o ex-presidente Sebastián Piñera”, informou a Ministra do Interior Carolina Tohá.

Gabriel Boric, atual presidente do país, decretou três dias de luto nacional e funerais de estado com honras para o seu antecessor. “Com profundo pesar, quero expressar minhas condolências à sua família, a todos os que lhe são próximos e aos que fizeram parte de seus dois governos. (…) Estendo um carinhoso abraço fraterno à sua esposa Cecilia Morel, aos seus filhos Magdalena, Cecilia, Sebastián e Cristóbal. E também a todos os chilenos que hoje recebem esta notícia com pesar e dor”, disse Boric, em pronunciamento.

Líderes mundiais lamentaram a morte de Piñera. O presidente Lula manifestou seu pesar em seu perfil no X, antigo Twitter. “Surpreso e triste com a morte de Sebastián Piñera, ex-presidente do Chile. Convivemos, trabalhamos pelo fortalecimento da relação dos nossos países e sempre tivemos um bom diálogo, quando ambos éramos presidentes, e também quando não éramos. Muito triste seu falecimento de forma tão abrupta. Meus sentimentos aos seus familiares e amigos de Piñera por esta perda”, escreveu o presidente (El País, BBC, El Tiempo, La Nación).

+ LESA PÁTRIA

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta terça-feira mais 29 pessoas à prisão pelos ataques golpistas de 8 de janeiro de 2023. As condenações variam entre 11 a 17 anos e somam-se a outras 30 pessoas já sentenciadas. As acusações são por cinco crimes, incluindo a abolição violenta do Estado democrático de direito e golpe de Estado.

As 59 pessoas condenadas foram presas no momento em que invadiam e vandalizavam as instalações do Palácio do Planalto, do Congresso e do STF. Até o momento, não houve condenações para os mentores e/ou financiadores do golpe.

O ministro Alexandre de Moraes criticou as autoridades por permitirem que os golpistas entrassem na Esplanada dos Ministérios e acampassem em frente a quartéis militares (El Mundo).

HELENO PEDE UM TEMPO

O depoimento do ex-general Augusto Heleno sobre espionagem ilegal na Agência Brasileira de Inteligência (Abin) durante o governo Bolsonaro, marcado para esta terça-feira (16). O adiamento foi solicitado pelo depoente.

Heleno ocupou o cargo de ministro do Gabinete de Segurança Institucional durante o governo do ex-presidente, período em que a Abin estava subordinada a essa instância. Os peritos policiais vão investigar se o general aposentado tinha conhecimento das supostas atividades ilegais do ex-diretor da Abin, Alexandre Ramagem, já que fontes da PF afirmam que existem indícios – ainda secretos – que apontam para a possibilidade de que o alto oficial conhecia e incentivava as operações de espionagem atribuídas as Ramagem (Prensa Latina).

CHEGA!, 03

O deputado federal Eduardo Bolsonaro anunciou que vai ajudar a angariar votos para o partido de extrema-direita português Chega durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, ao lado de seu pai e seus dois irmãos mais velhos, Flávio e Carlos Bolsonaro. A live, que durou certa de duas horas e meia, foi seguida por centenas de milhares de pessoas e ocorreu na mansão de praia da família, em Angra dos Reis.

Veja Também:  Lula, sobre manutenção da Selic: BC decidiu investir no sistema financeiro e nos especuladores

Na madrugada seguinte, ao se darem conta da chegada de uma equipe da Polícia Federal (PF), Eduardo, Jair e Carlos se apressaram em entrar em uma lancha e partiram rapidamente, temendo serem presos por algum dos inúmeros processos pendentes contra cada um deles (Esquerda.net).

DELITOS DIGITAIS

O Brasil registrou um recorde de 71.867 novas denúncias de imagens de abuso e exploração infantil on-line em 2023, um aumento de 77,1% em relação a 2022. Trata-se do maior número de denúncias desse tipo de crime recebido pela Safernet, a associação de combate a crimes contra os direitos humanos na Internet, em seus 18 anos de operação. A instituição também registrou outro recorde histórico em 2023 com um total de de 101.313 denúncias únicas, superando o recorde anterior de 89.247 denúncias em 2008 (Correio da Manhã).

TRANSPARÊNCIA NEBULOSA

O ministro do STF Dias Toffoli ordenou na segunda-feira (5) a investigação da Organização Não-Governamental (ONG) Transparência Internacional por seu papel no suposto desvio de recursos públicos no âmbito da operação Lava Jato.

A ONG é acusada de ‘apropriação indevida de recursos públicos’ no valor de cerca de 2,3 bilhões de reais, oriundos de uma multa imposta ao grupo J&F. Toffoli solicitou “investigar eventual apropriação indevida de recursos públicos por parte da Transparência Internacional e seus respectivos responsáveis, sejam pessoas públicas ou privadas”, frisando que, “de acordo com as cláusulas do acordo da ONG com o MPF (Ministério Público Federal), ao invés de os recursos serem destinados conforme as normas orçamentárias, eram enviados para uma instituição privada (…) com sede em Berlim”.

Em comunicado, a Transparência Internacional negou as acusações, afirmando que “jamais recebeu ou receberia, direta ou indiretamente, qualquer recurso do acordo de leniência do grupo J&F ou de qualquer acordo de leniência no Brasil. A organização tampouco teria – e jamais pleiteou – qualquer papel de gestão de tais recursos”.

Devido à operação Lava Jato, que teve início a quase uma década, várias empresas, políticos e intermediários foram acusados de participar de uma rede de subornos e contratos fraudulentos com a estatal Petrobras. No entanto, várias das condenações foram anuladas pelo STF, que também declarou ‘parcial’ um dos protagonistas da operação, o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro (El Tiempo).

VAQUINHA, GADO…

A Polícia Federal (PF) do Espírito Santo conduziu nesta terça-feira (6) uma operação para investigar ameaças e incitação ao crime praticado por um homem contra o presidente Lula. Aos agentes, o investigado admitiu sua autoria em mensagens nas redes sociais, mas não foi detido, já que só havia ordem de busca e apreensão.

Segundo a PF, a investigação teve origem em uma publicação feita  em uma plataforma digital, na qual o autor pretendia angariar recursos por meio de uma vaquinha (financiamento coletivo) com o objetivo de contratar um mercenário para atirar no presidente. As ordens de busca e apreensão foram cumpridas na residência do suspeito, na cidade de Aracruz, onde também foram apreendidos um celular e um computador (Prensa Latina).

*Imagem em destaque: O ex-presidente da República do Chile, Sebastián Piñera. Foto: Cesar Itiberê/PR

Tagged: , , , , , , , , , , , ,

Leave comment